terça-feira, 20 de novembro de 2012

ASSIM NOS COMEM... NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA


 

Quem consultou o caderno de encargos do concurso para o fornecimento de refeições para a Assembleia da República, deparou-se com várias preciosidades no facto de o documento alertar para a grafia pré e pós-Acordo Ortográfico.
Alguém me chamou a atenção para o facto de a ementa constituir “o critério mais importante na avaliação e subsequente selecção do fornecedor das refeições. Esta avaliação é feita tendo por base os tipos de produtos constituintes da refeição, sendo a ementa mais valorizada se dela fizerem parte os seguintes produtos: Perdiz, lebre, pombo torcaz, rola e similares, Lombo de novilho, Lombo de vitela, Lombo ou lombinho de porco preto (bolota) e Camarão/gamba grande (24 por Kg ou maior)”.
 O contrato tem por objectivo  o fornecimento de refeições no refeitório e no restaurante do Palácio de S. Bento e a exploração das cafetarias da Assembleia da República, o fornecimento de café e chá nas reuniões das Comissões ou outras que ocorram na Assembleia da República e, bem assim, o fornecimento de bebidas, de produtos de pastelaria, dos salgados habituais, canapés e fruta nos coffee breaks, em quantidades e condições estabelecidas no presente Caderno de Encargos.”
CLIK PARA AMPLIAR
A AR tem um restaurante e um refeitório. Tirando os dias em que funciona em plenário, o restaurante da AR serve apenas 10 refeições diárias, sendo a maioria das refeições servidas no refeitório.
Durante o ano de 2011 no refeitório foram servidas, em média 280 refeições diárias, e no restaurante cerca de 40 nos dias de reunião plenária (quarta, quinta e sextas feiras) e 10 nos restantes dias.”
 Segundo o caderno de encargos, no refeitório terá de ser servida:
“- Sopa: normal e dieta (obrigatoriamente elaborada com base em nvegetais frescos e/ou congelados, sendo proibido o uso de bases pré-preparadas. São admissíveis sopas com elementos proteicos uma vez por semana – sopa de peixe, canja de galinha, etc.)
Carne, peixe, dieta, opção, Bitoque;
Pão, integral ou de mistura;
Salada;
- Sobremesas incluindo, no mínimo, 4 variedades de fruta e 4 de doces/bolos/sorvete, além de maçã assada e salada de frutas.”
Mas há mais:
“- uma mesa com complementos frios (saladas), com no mínimo 8 variedades entre as quais se incluem, obrigatoriamente, tomate, alface e cenoura, além de molhos e temperos variados;
- uma mesa com um prato vegetariano e mais 4 componentes quentes vegetarianos (cereais, leguminosas e legumes).”
 Café: “O café para serviço nas Cafetarias deverá ser de 1ª qualidade, em grão para moagem local, observando lotes que incluam um mínimo de 50% de “arábica” na sua composição.”
Bacalhau: “O Bacalhau deverá ser obrigatoriamente da espécie Cod Gadusm morhua.Pode apresentar-se seco para demolha, fresco ou demolhado ultracongelado, observando-se como tamanho mínimo 1 Kg (“crescido”), para confecções prevendo “desfiados” (à Brás, com natas ou similares) ou 2 Kg (“graúdo”) para confecções “à posta”.
Carnes de Aves:
Peru (inteiro em carcaças limpas com peso superior a 5 Kg, coxas, bifes obtidos exclusivamente por corte dos músculos peitorais). Frango (inteiro em carcaças limpas com peso aproximado 1,2 Kg, coxas e antecoxas, bifes obtidos exclusivamente por corte dos músculos peitorais).
Pato”
A informação consta das fichas técnicas dos ingredientes pretendidos.
 “1 - A adjudicação é feita segundo o critério da proposta economicamente mais vantajosa, pela aplicação dos seguintes fatores:
a) Qualidade e variedade das ementas apresentadas. Nível qualitativo das matérias-primas indicadas nas respetivas fichas técnicas: 50%;
b) Preço da refeição: 30%; c) Preço do encargo fixo com o pessoal das cafetarias e manutenção: 20%."
.
NÃO SEI SE OS PORCOS DA TRÓIKA SÃO OU NÃO COMESTÍVEIS... MAS COMILÕES SÃO ELES QUE CHEGUE! QUE LHES IMPORTA O POVO? OS PARVOS DO GOVERNO TRATAM OS BURROS A PÃO DE LÓ, É O QUE SE VÊ!

sábado, 10 de novembro de 2012

HAJA ALEGRIA, MALTA!

Fiel àquilo que sempre disse pretender fazer, o Tozé Seguro anda a fazer o panegírico de que Portugal precisa de sangue novo - será ele vampiro? - para uma nova esperança governativa... que será mais do mesmo, como sempre foi,  uma vez que o P.S. - Partido do Seguro oferece todas as condições de garantia de que para o próximo é que é!
E não digam que ele é mau rapaz, pois até é amigo do Passos e do Relvas, bastando dizer que não anda para aí a dar tareia no universitário Miguelinho 'Ervas daninhas' e podia fazer isso de consciência tranquila, porque o Seguro foi um dos lentes da Lusófona que assinou as equivalências do Relvinhas. Vêem que é amigo? 
Grande família deve ter este cabíssimo da GNR. Ou então são os 'patrões' do Governo que andam em visita num dia de chuva e é preciso fazer que se não constipem! Já basta eles despirem couro e camisa ao Povo... é melhor que não tirem o cabelo e as calças... não sei se me compreendem! Também pode ter sido o cigano Bertinho quem ofereceu, para não lhe confiscarem a carinha que ia para a feira da Golegã!
À mulher de César não basta ser séria, porque tem também que o parecer!
Estes não querem deixar tudo para o Governo! São elementos respeitáveis da 'tróika', tão respeitáveis que não têm coragem de atirar cá para fora com 'leis' capazes de serem úteis aos Povos que vão 'engrupindo'. Estão mandatados pela imperatriz germânica Frau Ângela Merkel, que só quer ficar conhecida na história  como "A Dama de Gelo", ao contrário da sua 'comadre' inglesa Margaret  Thatcher, que o era "de Ferro".
Bem cantava o Zé Afonso: 'Eles comem tudo... eles comem tudo... eles comem tudo e não deixam nada' ! Será que aprenderam com o Marocas Bochechas?
 
As Agências de Notação Financeira mostraram a toda a gente aquilo que realmente são! São estas aves de rapina quem anda a preparar os caminhos da delapidação do património dos Países em favor dos seus ogres do FMI, Banco Central Europeu e toda a canalha marionete manipulada por Berlim.
Temos de correr com esta canalha, doa a quem doer! 

domingo, 4 de novembro de 2012

AQUELE SENHOR MAGRINHO...

 

«O dr. Cavaco Silva, que, segundo corre por aí, é o Presidente da República, desapareceu. Não se vê na televisão. Os jornais não falam nele. Anda calado como um rato e escondido atrás de uma cortina. A população supõe que o bom do homem continua em Belém a olhar para o Tejo e a contar navios. Mas não tem a certeza. Há gente, armada de binóculos, que o tenta descobrir, sem o mais vago resultado. E há gente que perde o seu tempo e a sua paciência a especular sobre o que lhe sucedeu, se de facto lhe sucedeu alguma coisa. Já se demitiu sem ninguém saber? Emigrou? Caiu a um poço? É um grande mistério. Por assim dizer, um mistério histórico. Um facto é certo: Portugal elegeu um senhor magrinho para resolver os sarilhos da pátria e, agora que precisa dele, ele não está cá.»
Vasco Pulido Valente, Público, 3/11/2012
Antigamente chamava-se 'TABÚ" a uma espécie de perfume que se trazia de Espanha, de contrabando, já se sabe, juntamente com os caramelos que por lá abundavam para nos adoçar a boca. A estes misteriosos desaparecimentos da vista daqueles que estão fartos de o ver... lixar o País que disse defender, quando eleito para a mais alta magistratura da Nação. E digo mais alta ciente de que deveria subir ainda mais, pois quanto mais alto se sobe, maior 'trambolhão' se dá, diz o Povinho cheio de sabedoria.
Será que Cavaco apanhou o último balão para a Cochichina?

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

QUE SE LIXE A TROIKA... E OS ADORADORES DA TROIKA

 
A chanceler alemã vem a Lisboa reunir com Passos e Cavaco, visitar a Autoeuropa e abrir uma conferência de empresários no Centro Cultural de Belém. Nas redes sociais está convocado um dia de protesto com manifestação em Lisboa às 16h, do Largo do Calvário em direção a Belém.
Não sou germanófilo e muito menos seguidor de ditadores e quejandos. Outra coisa que me dá um 'galo' dos diabos é apanhar pelas 'trombas' com manifestações constantes, que têm o agrado e o desagrado de largas franjas de Povo, que não entende como próprio de um Povo civilizado o estar constantemente 'metido' em barulhos que a nada conduzem.
Quando era miúdo, num dos meus livros escolares, li sobre «a guerra na capoeira» e parece que temos aqui a acção do síndrome da 'capoeira'  pespegado no ADN do Zé Povinho, que não entendeu ainda quando é que está a fazer uma manifestação consciente e está a ser manipulado como um títere nas mãos de alguma esquerda... para não ser mauzinho de todo e colocar todos no mesmo tacho.
No entanto... perante a grandeza do desastre a que a senhora chanceler alemã tem preparado para a Europa, é de lhe atirarem não ovos, porque estão caros e a fome obriga a haver contenção, mas alvitro que lhe atirem com a bosta dos cavalos da Guarda Nacional Republicana que irá fazer Guarda de Honra... ou outra porcaria qualquer similar aos gazes utilizados pelo seu gurú Adolf quando preconizou a 'Solução Final'. Talvez 'sacos plástico' com  água 'pura'  da famigerada Ribeira dos Milagres, ao pé de Leiria, possam servir de arma de arremesso... pois afuguentam até a Polícia, segundo se diz.
Contra a  'Fuher' Angela Merkel todas as manifestações fazem sentido, porque ela é a causadora de uma III Guerra Mundial, que não com armas mas económica, pelo que se vê estar a acontecer.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

JÁ AGORA...



DEPOIS DE TER OUVIDO VITOR GASPAR ANUNCIAR QUAL O ORÇAMENTO PARA 2013, JESUS DISSE AOS SEUS APÓSTOLOS:
- 'Vamos embora, que se acabou esta coisa de comer à conta do Orçamento! Tratem de ir cear para as vossas casas, que aqui não há nada para ninguém!'
Não se poderá acreditar que foi apenas este o fenómeno que marcou a agenda daqueles que não perceberam ainda o porquê de o inefável Ministro das Finanças estar tão agarrado ao tacho governamental... ainda que, dizem os entendidos, Gaspar nos Conselhos de Ministros apenas se limite a pedir água para lavar as mãos da crise, que não provocou, se é que entendem! Depois de se aferir aquilo que Gaspar vem fazendo para o bem estar dos portugueses, não custará admitir-se que a Primeira República portuguesa, que governou o país durante dezasseis anos, foi um “relativo fracasso”.
Mas constato também que a Ditadura Militar que lhe sucedeu duraria ainda menos tempo, 'apenas' podendo ser caracterizada por conseguir uma estabilização das finanças públicas portuguesas e um forte crescimento económico .
Esta Ditadura Militar veio a ser, mais tarde, substituída por uma ditadura civil, que para todos ficou conhecida por “Estado Novo”, conduz-nos a um tema histórico-económico bastante interessante, nomeadamente quando é visto através da análise aos indicadores macroeconómicos utilizados em diversos estudos relativos à época.
Passam já mais de 100 anos sobre a Revolução Republicana de 5 de Outubro de 1910, sendo forçoso dizer-se que “a Historia se vai repetindo” e pode fornecer importantes lições para o futuro, uma vez que a situação e os problemas de hoje não são muito diferentes daqueles que foram enfrentados no passado.
Sendo certo que a economia portuguesa se democratizou e fez grandes progressos nos últimos anos, no contexto do seu processo de integração europeia, permitindo-lhe actualmente fazer parte de um grupo restrito de países que formam a zona euro, o que é verdade é que Portugal enfrenta hoje grandes desafios no que diz respeito à sustentabilidade das suas finanças públicas, debatendo-se igualmente com graves problemas de crescimento, com consequências ainda imprevisíveis em termos do mercado de trabalho, uma situação que não é muito diferente da vivida durante a Primeira República portuguesa.
Depois... ficam admirados quando diz o Povo que precisa é de um António Salazar que ponha este País nos eixos, mas não é preciso chegar-se a tanto, uma vez que o Pina Manique daria boa conta do recado... desde que não houvesse Mários Soares e quejandos a dar cabo do canastro à saúde financeira de Portugal!
Já agora... quando resolverem levar o lixo para a encineradora, não esqueçam essa canalha de má fé que planeou e executou o 25 de Abril... já agora...


 

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

PORTUGAL EM CRISE??? ESTÁ???

Estes fulanos do Fundo Monetário Internacional não passam de um bando de agiotas em busca de quem lhes dê uma vara de porcos em troca de uma linguiça manhosa, daquela que nem os cães querem de tão falsa que é!
Tratam de deixar os Países na prespectiva de  caír na bancarrota... oferecem os seus préstimos, quase sempre a juros próprios de judeu ou escocês, nunca inferior ao valor quintuplicado, no mínimo. Dizem alguns entendidos nestas coisas do FMI que a avaliação faz-se não só em relação ao capital do Banco Emissor - no nosso caso, Banco de Portugal -, avalia-se o valor dos produtos da terra, como sejam minérios, agrícolas ou outros e oferece-se 0,01% desse valor, a uma taxa de 50%/mês. Se o otário aceita, bestial, porque dentro de algum tempo há mais um resort para os magnatas do FMI e parceiros virem passar férias!
Ouvi dizer haver no Governo alguns craques ligados à alta finança... mas parece que isso é um sonho de uma noite de insónias provocado pelo agudizar da crise que se vive em Portugal. Quando é que os Deputados passam a Deportados para não andarem a encher os bolsos à conta de quem AINDA trabalha nesta Pátria em pedaços retalhada?
Eu pensei que os Deputados estavam para servir o Povo e jamais me passou pela cabeça que estivessem no Parlamento apenas pelos €€€€€, sendo 'profissionais' do embuste régiamente pagos para nos meterem as mãos no bolsos!
Ainda há Países sadios, onde o Deputado serve o País como dever e não como aproveitador da boa vontade do Zé... que até pensava que a Democracia era alguém que os podia ajudar!
O Primeiro Ministro está mesmo a colocar-se a jeito de ser comido pelo Povo, que não suporta mais as patranhas, os roubos, a falta de trabalho, a falta de saúde, a falta de perspectivas para o futuro, a falta de amanhã, que é mais que notório. Mas o Povo vai avisando: Se te pões a jeito...

domingo, 14 de outubro de 2012

POR MUITO QUE CUSTE A DIGERIR...



Salazar é o "melhor investidor sem ganhos"

A Bloomberg está hoje a elogiar a "astúcia" de Salazar enquanto investidor. É que o "falecido ditador português" foi responsável pela "maior reserva de ouro da Europa".
Elogio ou não, Salazar recebe o título de “melhor investidor sem ganhos”, já que foi o responsável pela aquisição de 695 toneladas de ouro em 24 anos. E tudo com receitas de exportações como volfrâmio e atum enlatado.
Como o ouro valorizou 26% no ano passado e este é o décimo ano de valorizações consecutivas, a decisão do antigo ditador deixa o país com um activo cada vez mais valioso, diz a Bloomberg.
Mas também é uma verdade  que  não pôde beneficiar nas 
 situações de maior aperto por que o País já passou.
João Lima da Bloomberg explica assim, que Salazar poderia ser lembrado como “o melhor investidor português”, se as regras do Banco de Portugal (BdP) “permitissem ao país beneficiar do seu negócio mais astuto: A maior reserva de ouro da Europa”, face à dimensão da sua economia.
É que o ouro do país é gerido pelo BdP, cuja lei diz que os ganhos de alienação de activos têm de ser colocados numa reserva e pagam dividendos em função dos resultados com juros e activos.
Assim, as reservas de ouro que equivalem a 6,8% do PIB português, não impedem a Standard & Poor’s de atribuir a segunda pior classificação de crédito da Zona Euro a Portugal. Terão sido mais úteis após a revolução de 1974, quando o país chegou a ser um dos mais pobres da Europa Ocidental. É que nesse período, o BdP podia criar moeda. Hoje, como não pode, a Moody’s “não olha” para as reservas de ouro, quando avalia a qualidade de crédito da republica.
“Com a subida do preço do ouro têm bons ganhos em balanço, mas não os podem realizar”, disse o estratega do Commerzbank, David Schnautz à Bloomberg. “É um pára-choques para um cenário extremo”, acrescentou.
O Banco de Portugal vendeu ouro entre 2003 e 2006, ao abrigo de um acordo com outros bancos centrais europeus, que limita as vendas de ouro, segundo disse o BdP.
As suas reservas são hoje de 382,5 toneladas de ouro, que estão avaliadas em 14,7 mil milhões de dólares ou 6,8% do PIB. Já as reservas da Alemanha são de 4,2% do PIB, as de Itália equivalem a 4,8% e as da Grécia são iguais a 1,4%. “As reservas de Portugal são muito antigas”, disse o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, António de Sousa, à Bloomberg. “Além do valor simbólico muitas vezes atribuído ao ouro, é um activo como qualquer outro. É uma questão de gestão de carteira".

sábado, 6 de outubro de 2012

JÁ ERA ASSIM HÁ 300 ANOS!

Isso aconteceu entre 1643 e 1715...
COLBERT E MAZARINO
 
UMA AULA DE POLÍTICA
Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV, na peça teatral Le Diable Rouge, de Antoine Rault:
Colbert:- Para arranjar dinheiro, há um momento em que enganar o contribuinte já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é possível continuar a gastar quando já se está endividado até o pescoço…
Mazarino:- Um simples mortal, claro, quando está coberto de dívidas, vai parar à prisão. Mas o Estado é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se… Todos os Estados o fazem!
Colbert:- Ah, sim? Mas como faremos isso, se já criamos todos os impostos imagináveis?
Mazarino:- Criando outros.
Colbert:- Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.
Mazarino:- Sim, é impossível.
Colbert:- E sobre os ricos?
Mazarino:- Os ricos também não. Eles parariam de gastar. E um rico que gasta faz viver centenas de pobres.
Colbert:- Então, como faremos?
Mazarino:- Colbert! Tu pensas como um queijo, um penico de doente! Há uma quantidade enorme de pessoas entre os ricos e os pobres: as que trabalham sonhando enriquecer e temendo empobrecer. É sobre essas que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Quanto mais lhes tirarmos, mais elas trabalharão para compensar o que lhes tiramos. Formam um reservatório inesgotável. É a classe média!
Mas é minha convicção que não precisamos de nos preocupar, porque o navio ao afundar apenas se afunda até bater no fundo...e Portugal já está no fundo desde há muito tempo!
Os portugueses pensam que é a fazer manifestações que conseguem levar a água ao seu moínho, mas não basta ir para a rua chamar nomes aos governantes e afins. Já repararam que ao vosso lado, junto à Assembleia, no Rossio, no Terreiro do Paço ou seja lá o local onde se façam manifestações, estão sempre fulanos de Partidos que também deram o seu contributo para o mau estar que grassa no País, tipos que também comeram do tacho quando era o seu Partido a governar... e agora assobiam para o lado e gritam palavras de ordem apenas para despistar?
Então... o Partido Socialista não foi o primeiro coveiro do País? Que fez o Mário Soares como Primeiro Ministro? Não mandou também apertar o cinto? Já agora... quantas voltas ao mundo representaram as suas viagens... pagas pelo Povo a quem dizia servir? Tem uma Fundação, e a mulher outra, que foram atingidas pela quebra de subsídios estatais... razão para agora andar furibundo com o Primeiro Ministro!
Quem é que pratica infracções no trânsito e depois diz que vai ser o Estado a ter de pagar? Quanto é que ele já deu aos pobres do avultado bolo que lhe é dado pelo Estado, por ter andado a gozar o Povo estes anos todos?
Já viram a lata: "ÓH SENHOR GUARDA... DESAPAREÇA!!!".

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O CINCO DE OUTUBRO É OU FOI?

CLICK PARA AMPLIAR

As comemorações do 5 de Outubro vão ser, este ano, marcadas pela "revolta" contra o fim deste feriado, mas, para alguns dos que homenageiam os homens que ajudaram a implantar a República, esta história não pode acabar assim.

"Nunca pensámos que isso (o fim do feriado do 5 de Outubro) ia acontecer na República, nem estaria na nossa imaginação, por mais fértil que fosse", disse à agência Lusa, Maria Helena Corrêa, da comissão coordenadora dos Centros Escolares Republicanos, que promove uma das iniciativas.
Tal como nos anos anteriores, os homens que ajudaram a implantar a República serão homenageados numa romagem até aos túmulos dos republicanos Cândido Reis e Miguel Bombarda, no cemitério do Alto de São João, em Lisboa.
Junto a estes túmulos serão proferidos alguns discursos, entre os quais o do presidente da Associação do Registo Civil e do Livre Pensamento.
À agência Lusa, Luís Vaz disse que a sua intervenção pretende ser "um voto de protesto" e "um grito de revolta" pelo facto de "alguém ousar questionar o 5 de Outubro, que faz parte da memória histórica do país".
Os participantes pretendem ainda mostrar, nesta iniciativa simbólica, o seu "desencanto e apelo à resistência contra os que violam o que são pilares da democracia", disse.
Maria Helena Corrêa acredita que as pessoas estão "motivadas" para a importância de preservar a memória do 5 de Outubro, data que classificou de "data memorável para a História de Portugal" e que "não pode ser perdida".
A romagem segue depois para homenagear o "herói da República", Machado Santos, em memória de quem será cumprido um minuto silêncio, assim como a "todos os republicanos que fizeram o 5 de Outubro".
Das cerimónias consta ainda uma homenagem em frente à estátua do republicano António José de Almeida, em Lisboa, iniciativa do Grande Oriente Lusitano (GOL), que considera o 5 de Outubro uma "data fundamental da nossa História e à qual a Maçonaria portuguesa está intimamente ligada".
CLICK PARA AMPLIAR
Igual ideia tem o presidente da Associação República e Laicidade, Ricardo Alves, que está convicto de que "o feriado vai continuar".
"Esta é uma página que ainda não está definitivamente virada", disse à agência Lusa, afirmando que estas comemorações são "mais necessárias que nunca".
Ricardo Alves acredita que, no próximo ano, o 5 de Outubro "ainda será feriado".
"A partir de agora passou a ser legítimo mudar de feriados, consoante as maiorias parlamentares", pelo que o presidente da ARL está crente de que, dada a "grande instabilidade" da situação em Portugal, o feriado irá manter-se.
Ricardo Alves alerta para a distância muito grande entre eleitos e eleitores, e defende que o governo esteja atento às "manifestações enormes de protesto" que têm ocorrido.
As comemorações do 5 de Outubro serão, por isso, "pela luta contra a perda de direitos e pela preservação da memória desta data, bem como de homenagem aos que tiveram a coragem" de implantar o regime republicano.
O facto de este ser o último 5 de Outubro com feriado nacional é, para o movimento cívico Não Apaguem a Memória (NAM), uma razão acrescida para as comemorações.
Na sua página na internet, o NAM afirma que "está em curso um plano político de apagamento global do passado distante, que passa, também, por escamotear a Implantação da República".
"Não permitiremos que lhe apaguem a memória! Festejamo-la, pois, numa iniciativa que queremos que seja, simultaneamente, um ato de afirmação política e uma festa republicana de celebração, de cidadania, cultural e de convívio".
Lusa
NOTA: - Ainda se fosse comemorada a reposição da dignidade da Pátria Portuguesa, fazendo-se o julgamento e condenação dos Mários Soares e Jorges Sampaios deste País, cientes de que foi durante os seus consulados que se deram os pontapés de saída para a instalação da crise que grassa em Portugal,  metendo no rol os Cavacos e quejandos... porque é fruto da mesma fornada de pseudo políticos... ou será que eles é que são o protótipo do político português e o Antoninho da Calçada não passava de um aprendiz de político, acreditando-se que o 5 de Outubro, sendo fruto do engenho de psiquiatras como Miguel Bombarda ou Júlio de Matos, foi como um tubo de ensaio que lhes rebentou nas mãos... penso estar certo do que digo...  Quanto ao principal artífice da miséria Portuguesa, esse execrável José Sócrates filho de Jeová, que fugiu para Paris para não prestar contas a este Povo, que traíu e roubou, apenas vejo para ele uma solução: QUE SEJA FIEL CONTINUADOR DO DESTINO DADO POR ROBESPIERRE ÀQUELES DE QUE NÃO GOSTAVA... E SE FAÇA IMOLAR NA  GUILHOTINA, COLOCANDO O SEU LUSITANO PESCOÇO DEBAIXO DA LÂMINA, PARA ASSIM PODER APRECIAR-LHE  O SABOR!
Os seus seguidores... que façam uma visita à Bastilha sem direito a regresso, pois isso talvez os possa reabilitar... mas o Povo Português o dirá!
Ao António José Seguro desejo apenas a sorte que ele deseja aos adversários: Que venha a governar a Pátria coberto pelos êxitos que desejou aos adversários... para vêr se alguém o apedreja! 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

PORTUGUESES DE 1ª., 2ª. E 3ª.?

Decididamente a crise não toca a todos !

O Sr. Dr. Vasco Franco há 4 anos atrás tinha o antigo 5º ano do Liceu (9º ano de escolaridade actual) por equiparação do Curso Comercial. Entretanto, formou-se com 18 (dezoito) valores na Universidade Lusófona - ULHT (atenção: não foi na Independente, hein!!!).

Assim, na ULHT, propriedade de um dos chefões da Maçonaria, cuja mulher foi eleita deputada pelo PS nestas legislativas e fez parte das listas autárquicas de 2009 em Lisboa (coincidências), cidade onde tem várias obras embargadas nos seus colégios e escolas (mais coincidências, é claro), o sr. Franco passa a Sr. Dr. Franco, mais rapidamente ainda do que o Sr. Eng. Sócrates e pelo menos tão rapidamente como o Sr. Dr. Vara, ambos na Independente.
Ou seja, continuamos e aprimoramos. Viva Portugal!

 Com o 9º ano, 50 anos de idade e reforma de mais de ¤ 3.000 euros... até parece gozo...
CHAMAR-LHE ESCÂNDALO É POUCO!
O Presidente da República não deve saber desta. Será que alguém lhe pode enviar a notícia?
ENTÃO É ASSIM!
Apesar de ter apenas 50 anos de idade e de gozar de plena saúde, o socialista Vasco Franco, número dois do PS na Câmara de Lisboa durante as presidências de Jorge Sampaio e de João Soares, já está reformado.
A pensão mensal que lhe foi atribuída ascende a ¤ 3.035 euros (608 contos), um valor bastante acima do seu vencimento como vereador.
A generosidade estatal decorre da categoria com que foi aposentado - técnico superior de 1ª classe, segundo o «Diário da República» -apesar de as suas habilitações literárias se ficarem pelo antigo Curso Geral do Comércio, equivalente ao actual 9º ano de escolaridade.
 A contagem do tempo de serviço de Vasco Franco é outro privilégio raro, num país que pondera elevar a idade de reforma para os 68 anos, para evitar a ruptura da Segurança Social.
 O dirigente socialista entrou para os quadros do Ministério da Administração Interna em 1972, e dos 30 anos passados só ali cumpriu sete de dedicação exclusiva; três foram para o serviço militar e os restantes 20 na vereação da Câmara de Lisboa, doze dos quais a tempo inteiro.
 Vasco Franco diz que é tudo legal e que a lei o autoriza a contar a dobrar 10 dos 12 anos como vereor tmp inteiro.
Triplicar o salário - Já depois de ter entregue o pedido de reforma, Vasco Franco foi convidado para administrador da Sanest, com um ordenado líquido de ¤ 4.000 euros mensais (800 contos). Trata-se de uma sociedade de capitais públicos, comparticipada pelas Câmaras da Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra e pela empresa Águas de Portugal, que gere o sistema de saneamento da Costa do Estoril.
O convite partiu do reeleito presidente da Câmara da Amadora, Joaquim Raposo, cuja mulher é secretária de Vasco Franco na Câmara de Lisboa. O contrato, iniciado em Abril, vigora por um período de 18 meses.
A acumulação de vencimentos foi autorizada pelo Governo PS mas, nos termos do acordo, o salário de administrador é reduzido em 50% - para ¤ 2.000 euros - a partir de Julho, mês em que se inicia a reforma, disse ao Expresso Vasco Franco.
 Não se ficam, no entanto, por aqui os contributos da fazenda pública para o bolo salarial do dirigente socialista reformado.
A somar aos mais de ¤ 5.000 euros da reforma e do lugar de administrador, Vasco Franco recebe ainda mais ¤ 900 euros de outra reforma, por ter sido ferido em combate em Moçambique já depois do 25 de Abril (?????), e cerca de ¤ 250 euros em senhas de presença pela actuação como vereador sem pelouro.
Contas feitas, o novo reformado Vasco Franco do PS, triplicou o salário que auferia no activo, ganhando agora mais de 1200 contos limpos. Além de carro, motorista, secretária, assessores e telemóvel.
De um colega - daqueles que não gosta que lhe chamem camarada - "Eu estava no CCM em Nampula, Moçambique em 1972, quando por lá passaste com a tua irmã. Terias talvez 13 ou 14 anos, não mais.
Em 1975 todas as colónias eram independentes e tu terias uns 17 anos. Francamente, Franco, não entendo onde e em que circunstâncias foste ferido em combate para que aufiras a tal indeminização de guerra.
Será que o "pico no pé" do teu pai (major Vasco Àlvares) (excelente como militar e pessoa) te valeu tal reforma? Isso 
não faz sentido.
Bem, seja como for, eu confirmo a dúvida que paira sobre este caso pelos factos e circunstâncias em que te conheci, e tu, porque fazes parte do grupo dos que "querem um Portugal mais fraterno", se te sentes injustiçado com tal reforma, sê heroi, devolve essa "guitinha" aos que foram feridos mas ao serviço da Pátria verdadeira.
Se for o caso, e para que tenhas lugar na IBÉRIA que preconizamos,  sê "FRANCO" contigo próprio.
Amen. ...
Para mal dos pecados deste senhor herói,  que terá sido ferido por um quisssondo - que caíu para o lado fulminado -, eu também estava em Nampula no tempo em que ele por lá passou! Os 3 anos que diz ter de Comissão talvez sejam os três anos da Comissão do pai, que foi militar de verdade e não a brincar.
O QUE FAZ UM CARTÃO DE MILITANTE DO PS! TAL COMO ELE, TAMBÉM O 'HERÓI DE ABRIL' SANTOS JÚNIOR FOI DE CAPITÃO A CORONEL QUANDO JÁ ESTAVA NA REFORMA, TENDO VOLTADO AO QUADRO PARA A PROMOÇÃO E RECEBER OS MILHARES CORRESPONDENTES AO POSTO DE CAPITÃO A CORONEL... MAIS O QUE LHE VÃO DANDO POR SER ...DEFICIENTE DAS FORÇAS ARMADAS!!! E DEPUTADO DESDE A ASSEMBLEIA CONSTITUINTE! O PARTIDO SOCIALISTA TRATA BAM OS SEUS MILITANTES!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A GULODICE DO CLÃ SOARES

Obrigado, Bom Povo Português!


Este simpático e feliz casal, que já deu a volta ao Mundo três vezes, subsidiado pelo generoso povo português, tem duas Fundações.
 Para quê?
 Ora naturalmente para juntarem mais umas migalhas à reforma e à vaidade.
 Dom Mário Alberto recebeu do generoso povo português para a sua Fundação, através de vários subsídios concedidos pelos ainda mais beneméritos Governos de Portugal, 1,3 milhões de euros e benefícios fiscais de 269 mil euros e ainda dispõe de dois prédios que lhe foram dados pela generosa Câmara Municipal de Lisboa, quando o filhinho João lá andou a afiambrar-se.
Claro que também é dono do caro Colégio Moderno, mas este é uma herança de família. Foi o Padre Soares, antigo Pároco das Cortes e progenitor do Márinho quem se afiambrou com uma fulana e conseguiu o modernaço Colégio Moderno... diz-se à boca cheia, mas muito baixinho para não ferir a mona do mono Mário, que mesmo velho continua a preocupar-se com coisas dos dinheiros, pois agora o Passos, que ele quer vêr na rua, pretende tirar-lhe 30% dos dinheiros da Fundação. Lutando contra isso, propõe D. Mário que o Presidente Cavaco escavaque mais o País e ponha lá o menino mais Seguro cá do burgo, que muitos tratam por Tozé Corre-Corre, pela corrida desenfreada que faz para chegar ao poleiro de São Bento.
A Dona Mariazinha Barroso ou a sua Fundação também têm direito a umas migalhas do bolo grangeado pelo assalto aos portugueses.
Uns parcos 495 mil euros, dirão.
Já viram que a Fundação dela tem nome em latim: "Pro Dignitate" ?
Podia bem ser "Pró Clã Soares", que também não ficaria mal...
Estas duas gotas de água, somadas às de outras fundações,retiraram aos bolsos do bom povo português 1034 milhões de euros em três anos.

Queria saber para onde foi o seu subsídio de férias e Natal e alguns dos seus impostos? Está bem aplicado, não acha?

sábado, 8 de setembro de 2012

TROIKAS E BALDROIKAS...

PORTUGAL É UM BOM AMIGO DA TRÓIKA... E A TRÓIKA TEM UMA GRANDE QUEDA POR PORTUGAL... SEGUNDO AFIRMAM AS ESTATÍSTICAS DO FMI, DO BCE E DO BOLSO DE ALGUNS 'EXPERTES' 
E O POVO LÁ OS VAO CONHECENDO... E À DONA TRÓIKA!

O INEFÁVEL GASPAR ATÉ QUE NEM É APENAS XONÉ! ENTÃO NÃO É QUE PENSOU NA MOEDA A UTILIZAR NOS PAGAMENTOS DOS 12º E 13º. MESES AOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E PENSIONISTAS?
FICAVA BEM VISTO... E CUMPRIA OS 'SERVIÇOS MÍNIMOS' IMPOSTOS PELO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL?  

HAJA ALGUÉM QUE APROVEITE E TIRE PARTIDO DO ENTESAMENTO PORTUGUÊS!
SÓ QUE O 'PRODUTO' COSTUMA SER CARO, PORQUE O INFARMED NÃO DÁ NADA A NINGUÉM!

E DEPOIS HÁ AQUELES QUE GOZAM MERECIDAS FÉRIAS EM PARIS... Á CUSTA DO OTÁRIO!
HÁ SEMPRE QUEM SUGERE AO PASSOS QUE SE FAÇA O CORTE DE FORMA RADICAL... COMO VAI ACONTECENDO NA REALIDADE!
MAS É O POVO MAIS HUMILDE QUE VAI PAGANDO, PORQUE AOS RICOS NINGUÉM VAI AOS BOLSOS!
QUE IMPORTA QUE OS REFORMADOS VIVAM MAL? PAGAM E CALAM-SE, PORQUE O GOVERNO ASSIM O QUER... E NÃO DEVIAM QUERER VER OS DEPUTADOS A QUEIXAREM-SE QUE GANHAM POUCO, OU OS MEMBROS DO GOVERNO, OS OS AMIGOS DOS MEMBROS DO GOVERNO!
SE CONTINUAM A RECEBER SUBSÍDIOS DE FÉRIAS E NATAL É PORQUE SE SACRIFICAM POR TODOS OS PORTUGUESES!  

terça-feira, 28 de agosto de 2012

HISTÓRIAS DE ENCANTAR... II


...Conclusão
Do «pequeno» apontamento escrito pelo actual Bastonário da Ordem dos Advogados:"MARIO SOARES E ANGOLA
Por António Marinho (advogado e jornalista)
in « Diário do Centro », de 15 de Março de 2000
...
"DINHEIRO DE MACAU
Anos mais tarde, um senhor que fora ministro de um governo chefiado por MÁRIO SOARES, ROSADO CORREIA, vinha de Macau para Portugal com uma mala com dezenas de milhares de contos. A proveniência do dinheiro era tão pouco limpa que um membro do governo de Macau, ANTÓNIO VITORINO, foi a correr ao aeroporto tirar-lhe a mala à última hora. Parece que se tratava de dinheiro que tinha sido obtido de empresários chineses com a promessa de benefícios indevidos por parte do governo de Macau. Para quem era esse dinheiro foi coisa que nunca ficou devidamente esclarecido.
O caso EMAUDIO e o célebre fax de Macau é um episódio que envolve destacadíssimos soaristas, amigos íntimos de Mário Soares e altos dirigentes do PS da época soarista. MENANO DO AMARAL chegou a ser responsável pelas finanças do PS e Rui Mateus foi durante anos responsável pelas relações internacionais do partido, ou seja, pela angariação de fundos no estrangeiro. Não haveria seguramente no PS ninguém em quem Soares depositasse mais confiança. Ainda hoje subsistem muitas dúvidas (e não só as lançadas pelo livro de Rui Mateus) sobre o verdadeiro destino dos financiamentos vindos de Macau.
No entanto, em tribunal, os pretensos corruptores foram processualmente separados dos alegados corrompidos, com esta peculiaridade (que não é inédita) judicial : os pretensos corruptores foram condenados, enquanto os alegados corrompidos foram absolvidos.
Aliás, no que respeita a Macau só um país sem dignidade e um povo sem brio nem vergonha é que toleravam o que se passou nos últimos anos (e nos últimos dias) de administração portuguesa daquele território, com os chineses pura e simplesmente a chamar ladrões aos portugueses. E isso não foi só dirigido a alguns colaboradores de cartazes do MASP que a dada altura enxamearam aquele território. Esse epíteto chegou a ser dirigido aos mais altos representantes do Estado Português.
Tudo por causa das fundações criadas para tirar dinheiro de Macau. Mas isso é outra história cujos verdadeiros contornos hão-de ser um dia conhecidos.
Não foi só em Portugal que Mário Soares conviveu com pessoas pouco recomendáveis. Veja-se o caso de BETINO CRAXI, o líder do PS italiano, condenado a vários anos de prisão pelas autoridades judiciais do seu país, devido a graves crimes como corrupção. Soares fez questão de lhe manifestar publicamente solidariedade quando ele se refugiou na Tunísia. Veja-se também a amizade com Filipe Gonzalez, líder do Partido Socialista de Espanha que não encontrou melhor maneira para resolver o problema político do país Basco senão recorrer ao terrorismo, contratando os piores mercenários do lumpen e da extrema direita da Europa para assassinar militantes e simpatizantes da ETA.
Mário Soares utilizou o cargo de presidente da República para passear pelo estrangeiro como nunca ninguém fizera em Portugal. Ele, que tanta austeridade impôs aos trabalhadores portugueses enquanto Primeiro Ministro, gastou, como Presidente da República, milhões de contos dos contribuintes portugueses em passeatas pelo mundo, com verdadeiros exércitos de amigos e prosélitos do soarismo, com destaque para jornalistas. São muitos desses « viajantes » que hoje se põem em bicos de pés a indignar-se pelas declarações dos governantes angolanos.
Enquanto Presidente da República, Soares abusou como ninguém das distinções honoríficas do Estado Português. Não há praticamente nenhum amigo que não tenha recebido uma condecoração, enquanto outros cidadãos, que tanto as mereceram, não obtiveram qualquer distinção durante o seu «reinado ». Um dos maiores vultos da resistência antifascista no meio universitário, e um dos mais notáveis académicos portugueses, perseguido pelo antigo regime, o Prof. Doutor Orlando de Carvalho, não foi merecedor, segundo Mário Soares, da Ordem da Liberdade. Mas alguns que até colaboraram com o antigo regime receberam as mais altas distinções. Orlando de Carvalho só veio a receber a Ordem da Liberdade depois de Soares deixar a Presidência da República, ou seja logo que Sampaio tomou posse. A razão foi só uma : Orlando de Carvalho nunca prestou vassalagem a Soares e Jorge Sampaio não fazia depender disso a atribuição de condecorações.
FUNDAÇÃO COM DINHEIROS PÚBLICOS.
'CLICK PARA AMPLIAR'
A pretexto de uns papéis pessoais cujo valor histórico ou cultural nunca ninguém sindicou, Soares decidiu fazer uma Fundação com o seu nome. Nada de mal se o fizesse com dinheiro seu, como seria normal. Mas não; acabou por fazê-la com dinheiros públicos. SÓ O GOVERNO, DE UMA SÓ VEZ DEU-LHE 500 MIL CONTOS E A CÂMARA DE LISBOA, PRESIDIDA PELO SEU FILHO, DEU-LHE UM PRÉDIO NO VALOR DE CENTENAS DE MILHARES DE CONTOS. Nos Estados Unidos, na Inglaterra, na Alemanha ou em qualquer país em que as regras democráticas fossem minimamente respeitadas muita gente estaria, por isso, a contas com a justiça, incluindo os próprios Mário e João Soares e as respectivas carreiras políticas teriam aí terminado. Tais práticas são absolutamente inadmissíveis num país que respeitasse o dinheiro extorquido aos contribuintes pelo fisco. Se os seus documentos pessoais tinham valor histórico Mário Soares deveria entregá-los a uma instituição pública, como a Torre do Tombo ou o Centro de Documentação 25 de Abril, por exemplo.
Mas para isso era preciso que Soares fosse uma pessoa com humildade democrática e verdadeiro amor pela cultura. Mas não. Não eram preocupações culturais que motivaram Soares. O que ele pretendia era outra coisa. Porque as suas ambições não têm limites ele precisava de um instrumento de pressão sobre as instituições democráticas e dos órgãos de poder e de intromissão directa na vida política do país.
A Fundação Mário Soares está a transformar-se num verdadeiro cancro da democracia portuguesa.»

sábado, 25 de agosto de 2012

HISTÓRIAS DE ENCANTAR...


Este é um «pequeno» apontamento escrito pelo actual Bastonário da Ordem dos Advogados:
"MARIO SOARES E ANGOLA
 Por António Marinho (advogado e jornalista)
in « Diário do Centro », de 15 de Março de 2000
. 
A polémica em torno das acusações das autoridades angolanas segundo as quais Mário Soares e seu filho João Soares seriam dos principais beneficiários do tráfico de diamantes e de marfim levados a cabo pela UNITA de Jonas Savimbi, tem sido conduzida na base de mistificações grosseiras sobre o comportamento daquelas figuras políticas nos últimos anos.
Espanta desde logo a intervenção pública da generalidade das figuras políticas do país, que vão desde o Presidente da República até ao deputado do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, passando pelo PP de Paulo Portas e Basílio Horta, pelo PSD de Durão Barroso e por toda a sorte de fazedores de opinião, jornalistas (ligados ou não à Fundação Mário Soares), pensadores profissionais, autarcas, « comendadores » e comentadores de serviço, etc? Tudo como se Mário Soares fosse uma virgem perdida no meio de um imenso bordel.
Sei que Mário Soares não é nenhuma virgem e que o país (apesar de tudo) não é nenhum bordel. Sei também que não gosto mesmo nada de Mário Soares e do filho João Soares, os quais se têm vindo a comportar politicamente como uma espécie de versão portuguesa da antiga dupla haitiana « Papa Doc » e «Baby Doc ».
Vejamos então por que é que eu não gosto dele(s).
1. - A primeira ideia que se agiganta sobre Mário Soares é que é um homem que não tem princípios mas sim fins. É-lhe atribuída a célebre frase: « Em política, feio, feio, é perder ». São conhecidos também os seus zigue-zagues políticos desde antes do 25 de Abril. Tentou negociar com Marcelo Caetano uma legalização do seu (e seus amigos) agrupamento político, num gesto que mais não significava do que uma imensa traição a toda a oposição, mormente àquela que mais se empenhava na luta contra o fascismo...
JÁ DEPOIS DO 25 DE ABRIL, ASSUMIU-SE COMO O HOMEM DOS AMERICANOS E DA CIA EM PORTUGAL E NA PRÓPRIA INTERNACIONAL SOCIALISTA.
Dos mesmos americanos que acabavam de conceber, financiar e executar o golpe contra Salvador Allende no Chile e que colocara no poder Augusto Pinochet. Mário Soares combateu o comunismo e os comunistas portugueses como nenhuma outra pessoa o fizera durante a revolução e FOI AMIGO DE NICOLAU CEAUCESCU, FIGURA QUE CHEGOU A APRESENTAR COMO MODELO A SER SEGUIDO PELOS COMUNISTAS PORTUGUESES. Durante a revolução portuguesa andou a gritar nas ruas do país a palavra de ordem « Partido Socialista, Partido Marxista », mas mal se apanhou no poder meteu o socialismo na gaveta e nunca mais o tirou de lá. Os seus governos notabilizaram-se por três coisas: políticas abertamente de direita, a facilidade com que certos empresários ganhavam dinheiro e essa inovação da austeridade soarista (versão bloco central) que foram os salários em atraso.

INSULTO A UM JUIZ
Em Coimbra, onde veio uma vez como primeiro ministro, foi confrontado com uma manifestação de trabalhadores com salários em atraso. Soares não gostou do que ouviu (chamaram-lhe o que Soares tem chamado aos governantes angolanos) e alguns trabalhadores foram presos por polícias zelosos. Mas, como não apresentou queixa (o tipo de crime em causa exigia a apresentação de queixa), o juiz não teve outro remédio senão libertar os detidos no próprio dia. Soares não gostou e insultou publicamente esse magistrado, o qual ainda apresentou queixa ao Conselho Superior da Magistratura contra Mário Soares, mas sua excelência não foi incomodado. Na sequência, foi modificado o Código Penal, o que constituiu a primeira alteração de que foi alvo por exigência dos interesses pessoais de figuras políticas.
Soares é arrogante, pesporrento e malcriado.
É conhecidíssima a frase que dirigiu, perante as câmaras de TV, a um agente da GNR em serviço que cumpria a missão de lhe fazer escolta enquanto presidente da República durante a Presidência aberta em Lisboa : « Ó sr. Guarda desapareça ».
Nunca, em Portugal, um agente da autoridade terá sido tão humilhado publicamente por um responsável político, como aquele pobre soldado da GNR.
Em minha opinião, Mário Soares nunca foi um verdadeiro democrata. Ou melhor é muito democrata se fôr ele a mandar. Quando não, acaba-se imediatamente a democracia. À sua volta não tem amigos, e ele sabe-o; tem pessoas que não pensam pela própria cabeça e que apenas fazem o que ele manda e quando ele manda. Só é amigo de quem lhe obedece.
Quem ousar ter ideias próprias é triturado sem quaisquer contemplações. Algumas das suas mais sólidas e antigas amizades ficaram pelo caminho quando ousaram pôr em causa os seus interesses ou ambições pessoais.
Soares é um homem de ódios pessoais sem limites, os quais sempre colocou acima dos interesses políticos do partido e do próprio país. Em 1980, não hesitou em APOIAR OBJECTIVAMENTE O GENERAL SOARES CARNEIRO CONTRA EANES, NÃO POR RAZÕES POLÍTICAS MAS DEVIDO AO ÓDIO PESSOAL QUE NUTRIA PELO GENERAL RAMALHO EANES. E como o PS não alinhou nessa aventura que iria entregar a presidência da República a um general do antigo regime, Soares, em vez de acatar a decisão maioritária do seu partido, optou por demitir-se e passou a intrigar, a conspirar e a manipular as consciências dos militantes socialistas e de toda a sorte de oportunistas, não hesitando mesmo em espezinhar amigos de sempre como Francisco Salgado Zenha.
Confesso que não sei por que é que o séquito de prosélitos do soarismo (onde,lamentavelmente, parece ter-se incluído agora o actual presidente da República ( Mário Soares)), apareceram agora tão indignados com as declarações de governantes angolanos e estiveram tão calados quando da publicação do livro de Rui Mateus sobre Mário Soares. NA ALTURA TODOS METERAM A CABEÇA NA AREIA, INCLUINDO O PRÓPRIO CLÃ DOS SOARES, E NEM TUGIRAM NEM MUGIRAM, APESAR DE AS ACUSAÇÕES SEREM ENTÃO BEM MAIS GRAVES DO QUE AS DE AGORA. POR QUE É QUE JORGE SAMPAIO SE CALOU CONTRA AS «CALÚNIAS» DE RUI MATEUS
 
 "Não é desconhecido o apoio político que o dr. Mário Soares e o seu filho deram à UNITA durante a guerra civil em Angola. Isso deixou traumas, ainda não superados, em alguns opinion makers angolanos. E não me refiro à classe política."

 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

PORTUGAL NO TOPO...

SABE-SE QUE A EMPRESA TRANSPORTADORA QUE LEVOU ESTES DOCUMENTOS PARA MARTE, SERÁ A MESMA QUE, QUANDO  'ACONTECEU' O FIM DA GUERRA COLONIAL, FOI ENCARREGADA DE TRANSPORTAR OS BENS PRÓPRIOS DOS MILITARES PARA PORTUGAL!
TAMBÉM ALGUNS BENS DESSES MILITARES - E PRESUME-SE  O MESMO EM RELAÇÃO AOS CIVIS -  FORAM NA ALTURA  PROCURADOS POR TODA A PARTE, SEM QUE ATÉ HOJE, TANTOS ANOS PASSADOS, VIESSEM A SER ENCONTRADOS.
SERÁ QUE FORAM IGUALMENTE LEVADOS PARA MARTE? OU SERÁ QUE  ESTÃO NA LUA?
UM DIA SE SABERÁ, ACREDITO!